CPA
Comissão Própria de Avaliação

A Comissão Própria de Avaliação (CPA) é resultante da Medida Provisória nº. 147, de 15 de abril de 2003, transformada em Lei nº. 10.861, de 14 de abril de 2004, e tem por objetivo instituir em todas as Instituição de Ensino Superior (IES) uma ferramenta de avaliação interna da Instituição. É função da CPA cobrar as soluções propostas e informar à comunidade o andamento das mesmas. E mais:

  • Coordenar e articular o processo interno de avaliação da instituição;
  • Organizar relatórios do processo de avaliação interna;
  • Divulgar os resultados consolidados;
  • Extrair indicativos para tomada de decisão nas diversas instâncias do UNAR;
  • Fazer um balanço crítico do processo de avaliação;
  • Atuar como elo entre o UNAR e o MEC.
A AVALIAÇÃO EXTERNA E INTERNA EXTERNA:

É uma etapa que complementa a autoavaliação. Enquanto a autoavaliação ou avaliação interna é conduzida pela Comissão Própria de Avaliação (CPA), a avaliação externa está sob a responsabilidade de uma comissão de avaliadores designada pelo Ministério da Educação (MEC). A visita in loco avalia a instituição de acordo com as dez dimensões definidas no Sinaes. Para cada dimensão, são estabelecidos pesos específicos, sendo avaliadas as ações institucionais em articulação com o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI). A agenda de trabalho da comissão externa prevê, entre outros aspectos, realização de reuniões com dirigentes, professores, técnicos, pesquisadores e membros da CPA; visita às instalações físicas dos cursos (salas de aulas, laboratórios, biblioteca, etc.); análise de documentos institucionais (PDI, atas dos conselhos, colegiados, planos de cursos, currículo lattes dos docentes, projetos, entre outros). Outra etapa da avaliação externa é o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE), composto pela prova, o questionário para a coleta de impressões dos estudantes sobre a prova, o questionário do estudante e o questionário do coordenador sobre o curso. No questionário do estudante, preenchido on-line na página do Inep, são solicitadas informações referentes ao perfil socioeconômico e cultural dos concluintes, além da percepção sobre o ambiente de ensino-aprendizagem, a organização do curso, do currículo e das atividades docentes. Os resultados desse questionário, além de compor o cálculo do conceito preliminar do curso (CPC), fornecem dados que podem contribuir para renovação dos cursos e ampliar a conexão entre a formação profissional e as demandas contemporâneas. Deve-se também considerar que a base de dados produzida a partir da avalição em questão tem potencial para subsidiar ações da Comissão Própria de Avaliação (CPA) e outros segmentos da gestão universitária em importantes processos como a redefinição dos currículos, projetos de curso e desenvolvimento de novas abordagens metodológicas para a formação discente e docente.

INTERNA:

Avaliação interna das instituições, também denominada de auto-avaliação, faz parte da Avaliação Institucional. A avaliação interna caracteriza-se como um processo contínuo por meio do qual as Instituições de Educação Superior (IES) constroem conhecimento sobre a sua própria realidade com o objetivo de compreender os significados do conjunto de suas atividades educativas e alcançar maior relevância social. A avaliação interna é coordenada pela Comissão Própria de Avaliação (CPA) criada por cada instituição e orientada pelas diretrizes e pelo roteiro da auto-avaliação institucional da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes). Os aspectos avaliados pela Avaliação Interna estão descritos nas Orientações Gerais para o roteiro da Auto-avaliação, documento de orientações e sugestões do Sinaes. Esses aspectos são divididos em três núcleos: Núcleo básico e comum, Núcleo de temas optativos e Núcleo de documentação, dados e indicadores. O núcleo básico e comum contempla as informações que obrigatoriamente devem integrar os processos de todas as IES. Já o núcleo de temas optativos contém tópicos que podem ser ou não selecionados pelas IES para avaliação. Por fim, no núcleo de documentação, dados e indicadores são apresentadas informações que podem contribuir para fundamentar e justificar as análises e interpretações. A CPA deve produzir relatório final de avaliação interna e encaminhar ao Inep.

Avaliação 2018
Avaliação 2017
Avaliação 2016
Avaliação 2015
Avaliação 2014
Avaliação 2013
Avaliação 2012
Avaliação 2011
Avaliação 2010
Avaliação 2009
Avaliação 2008

Venha fazer parte
da nossa História

Você está pronto(a) para
construir sua carreira?

Abrir chat
Precisa de ajuda?